FRENTE PATRIÓTICA BRASILEIRA

SOMOS TODOS #BOLSONARO
 
Pagina inicialPagina inicial  InícioInício  EventosEventos  PublicaçõesPublicações  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

PARA MAIORES INFORMAÇÕES CLIQUE AQUI
http://www.olavodecarvalho.org/seminario.htm


PARA MAIORES INFORMAÇÕES CLIQUE AQUI
http://jornalnacao.com/

Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
REGISTRE-SE NO FÓRUM
COMO SE USA O FÓRUM?
PARA APRENDER A USAR O FÓRUM:

Voce aprenderá a navegar neste fórum de debates de modo participativo.

Últimos assuntos
Parceiros
Navegação




FAQ


Novo Tópico   Responder ao tópico
Compartilhe | 
 

 FEMINISTA ESQUERDISTA FOI ESTUPRADA E DEFENDE SEU ESTUPRADOR!

Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
Admin
avatar

Data de inscrição : 21/03/2010
Mensagens : 98

15072013
MensagemFEMINISTA ESQUERDISTA FOI ESTUPRADA E DEFENDE SEU ESTUPRADOR!

Mulheres contra o feminismo

A feminista marxista que ficou feliz em ser estuprada e defendeu o próprio estuprador.

Uma pessoa normal ao ser violentada por alguém faz o que? Quer justiça e prender o criminoso seja ele/ela quem for. Pouco importa nacionalidade, cor da pele, etc. O estupro sempre foi crime e deve ser punido como tal.

Mas o que faz uma feminista esquerdista? Algo "diferente" visto que elas adoram fazer a realidade se adequar as "perfeitas teorias feministas" por viverem na utopia de um mundo paralelo.

Para feministas o senso comum é "banal". Preferem revolucionar e defender o estuprador por algum motivo maluco.

Leiam o texto sobre a feminista Amanda Kijera e a sua viagem ao Haiti.

----------------------------------------------------------------

Feminista violada no Haiti atribui culpas ao patriarcado do homem branco

Reparem bem na lógica da esquerdista Amanda Kijera. Depois de se ler isto, coloquem a questão: se o esquerdismo não é uma doença mental, então o que é uma doença mental?

--------------------------------------------------------------------------------

Há duas semanas atrás, numa 2ª Feira de manhã, comecei a escrever o que eu pensava que seria um editorial inteligente em torno da violência contra as mulheres no Haiti. Este assunto, pensei eu, estava a ser mencionado diversas vezes pelas organizações femininas e como tal precisava de mais fundamentação.
Sempre determinada em preservar a dignidade do homem Negro num mundo que constantemente os estereotipa de selvagens e violentos, eu via esta escrita como mais uma oportunidade de combater "o homem" em favor dos meus irmãos.

Nessa noite, antes de ter terminado o artigo, fui mantida e violada repetidamente num telhado do Haiti por um dos homens em nome de quem eu havia passado grande parte da minha vida a advogar [isto é, um negro].

Isto deixou-me profundamente magoada. A experiência quase foi mais do que eu podia suportar. Implorei que ele parasse. Com medo que ele me matasse, implorei que ele honrasse o meu compromisso com o Haiti, a ele como um irmão na luta mutua em torno do término da opressão comum, mas ele nem ligou [porque será?].

Ele não se importou que eu fosse uma estudiosa do Malcolm X. Ele não só mandou-me calar como deu-me uma bofetada. Sobrepujada, parei de lutar a meio da noite.

Aceitando a fragilidade da minha condição, afastei para longe de mim a pulseira haitiana que eu havia orgulhosamente usado durante mais de um ano, com ela os meus sonhos da libertação humana.

....

Fui até ao Haiti depois do terremoto como forma de dar poder à auto-suficiência dos haitianos. Fui lá não só para lhes lembrar das inúmeras contribuições que os afro-descendentes fizeram ao mundo, como para lhes lembrar da sua resiliência e força como um povo.

Nunca me vi como alguém que se tornaria o receptáculo da raiva do homem Negro contra o mundo branco, mas foi nisso que me tornei. Embora eu me oponha ao comportamento do meu irmão [o violador negro], estou grata pela experiência [Ela está grata por ter sido violada por um negro]. Ela despertou-me e fez-me entender de um modo mais profundo o nível de terror que as minhas irmãs experimentam diariamente.

O homem Negro tem todo o direito de sentir a raiva que sentem em resposta à sua posição na hierarquia global, mas a sua raiva está mal direccionada.

As mulheres não são a fonte da sua opressão; as políticas opressivas e o ainda-por-questionar patriarcado do homem branco ainda dominam a arena mundial. Isto porque as mulheres - especialmente as mulheres de cor - são forçadas a suportar a resposta do homem Negro à condição do homem Negro.


--------------------------------------------------------------------------------

Como é possível que uma mulher seja violada e declare posteriormente estar "grata pela experiência"? Ora, quando a mulher é uma esquerdista e o violador faz parte dos grupos "protegidos" da esquerda política.

Segundo o esquerdume, toda a violência que os grupos protegidos fazem é sempre uma reacção à "opressão" que eles "sofrem" por parte do homem branco. O homem branco é, portanto, culpado pelos seus pecados e pelos pecados dos outros.

Alguém deveria dizer a esta feminista que ela não foi violada pelo "patriarcado do homem branco" mas sim por um homem negro. E se ela está grata pela experiência (como ela afirma) ela que voe até à Libéria onde cerca de 70% das mulheres já foram sexualmente abusadas pelo patriarcado do homem branco por outros negros.

--------------------------------------------------------------------------------

Antes que algum esquerdista ignorante me acuse de racismo, convém ressalvar umas coisas:
Não há nada na biologia dos negros que os torna mais violadores que os outros. Isto é uma questão política, cultural e comportamental.Se o homem branco crescesse naquela tipo de cultura, ele faria exactamente os mesmos erros.

O ponto do artigo não é dizer que este ou aquele grupo é mais violento, mas sim mostrar como a ideologia feminista-esquerdista destrói toda a racionalidade humana.
Nenhuma mulher mentalmente saudável diria que está grata por ter sido violada EXCEPTO uma feminista/esquerdista que tenha sido violada por pessoas pertencentes aos seus grupos "protegidos".

Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

FEMINISTA ESQUERDISTA FOI ESTUPRADA E DEFENDE SEU ESTUPRADOR! :: Comentários

Nenhum comentário.
 

FEMINISTA ESQUERDISTA FOI ESTUPRADA E DEFENDE SEU ESTUPRADOR!

Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você pode responder aos tópicos neste fórum
FRENTE PATRIÓTICA BRASILEIRA :: ÁREA PÚBLICA - MÍDIAS: :: MIDIA REALISTICA-
Novo Tópico   Responder ao tópicoIr para: